Colton Dixon Deandre Brackensick Elise Testone Erika Van Pelt Heejun Han Hollie Cavanagh Jeremy Rosado Jermaine Jones Jessica Sanchez Joshua Ledet Phillip Phillips Shannon Magrane Skylar Laine

30 de dez de 2011

Uma Tour pelos X Factors de 2011


Esse post é totalmente dedicado à você, nosso leitor que, depois do vexame que foi o X Factor USA, ficou descrente com o programa e acha impossível que o X Factor renda uma boa temporada.

Para que você não desista do X Factor ou tente se matar, nós decidimos fazer um pequeno post resumindo os melhores X Factors do ano, que nos apresentaram artistas incríveis e que nos fizeram torcer, sofrer e chorar, diferente do que aconteceu no X Factor USA, que tudo já era muito previsível.

Vamos conhecer um pouco de cada X Factor que rolou em 2011 e quem sabe vocês se apaixonem por alguém? Primeiramente...



Vamos começar com algo mais leve. X Factor Alemanha. Provavelmente o pior X Factor do ano, com um Top 12 extremamente desinteressante no qual, os poucos que se salvavam, se perderam durante a competição. Assim como o X Factor USA, com o tempo, você acaba se acostumando com a mediocridade do programa e é aí que candidatos que não teriam chance em outras versões do programa se destacam e ganham nossa moderada torcida. Vamos aos candidatos que valem a pena serem mencionados:


David Pfeffer - Winner


Típico male winner. É aquele cara que você sabe que, se não ganhar, vai longe. Não é dos piores, tem uma voz bonita, mas é aquele Winner ao estilo Lee DeWyze, não só pela aparência e estilo, mas por ter tido seus altos e baixos no programa e não ser o mais merecedor da vitória. Dentre seus destaques no programa, acho que podemos citar Every Breath You Take, Yellow e Angel que, mesmo que não tenham superados as originais, ficaram boas a ponto de, talvez, justificar uma vitória.


Raffaela Wais - Runner Up


Outro clichê de Reality. A menina talentosa que não consegue ganhar o menino menos talentoso. Tudo bem que ela não é tão boa assim, acho que os dois estão no mesmo nível, já que ela também teve suas péssimas apresentações, como Someone Like You, que me tortura até hoje. Mas a moça também teve seus momentos de boas escolhas, como Torn e Empire State Of Mind.


Nica & Joe - 3º Lugar


Um dos grupos mais curiosos que eu não sei como chegou tão longe. Não estou dizendo que eles são ruins, mas eu não consigo entender como eles agradaram o povo, afinal o tipo de música que fazem não é dos mais comerciais que existem. Eles tiveram suas boas apresentações, como My Immortal e One, mas a voz do Joe (e o fato de ele achar que é o Fantasma da Ópera) cansa depois de duas apresentações. Sem falar que não combina muito com algumas músicas.


Rufus Martin - 4º Lugar


Outro candidato que foi longe demais. Seu visual de mendigo era um pouco irritante, mas com o tempo e com sua voz linda deu para se acostumar. Apesar disso, ele teve suas boas performances, como Freedom e You Give Me Something. Só que nem tudo é lindo no mundo do X Factor, então ele teve que nos proporcionar decepções como Ironic e It Will Rain na semana da sua eliminação (já dá pra entender o porquê de ele ter sido eliminado, né?).


Monique Simon - 5º Lugar


Monique era uma candidata interessante e que seguiu os passos de todos os candidatos dessa temporada, e fez de sua participação no programa uma montanha russa. Ela tinha presença e uma voz bonita, mas escolhas duvidosas. Infelizmente, para Monique, os baixos eram muito mais frequentes do que os altos. Dentre esses baixos, podem ser citados Time After Time, Edge Of Glory, Sweet About Me e Oh Mother.Como boas apresentações, acho que podemos listar Price Tag e If I Ain't Got You (?).


BenMan - 6º Lugar


Esses dois junto com o Josh Krajcik são o maior exemplo de que os mentores podem estragar um excelente act. Sua primeira apresentação com Fireflies foi excelente e eles mostraram ser um duo super cool e que talvez pudesse fazer sucesso no pós-show. O nível foi mantido com Jessie, na segunda semana. Mas nas semanas seguintes as escolhas feitas para eles foram cada vez piores, fazendo com que a qualidade caísse drasticamente. Uptown Girl marcou o começo da decadência e Bleeding Love finalizou, com a eliminação deles.


Bom, além deles, tiveram outros candidatos que não valem a pena dar tanto valor. Desde um Bruno Mars piorado, Kassim Auale, até uma versão pior (acreditem) do Diva Fever, os Boyz II Hot. Tivemos também a Diva de toda edição, Gladys Mwachiti, o velho pedante que não canta em inglês, Volker Schlag, o garotinho irritante que ninguém liga, Martin Madeja e o grupo péssimo que é eliminado primeiro, Soultrip. Agora que já passou a parte difícil, vamos ao próximo X Factor...



Sim! Australia! Apesar de possivelmente ser o X Factor mais conhecido por nós depois do USA e UK, ele não é o melhor, por isso aparece aqui, logo depois do X Factor Alemanha. O programa teve o mesmo problema do USA, mas em doses menores. Péssimos mentores e acts fracos. Só que no caso do X Factor Australia, só tivemos um mentor péssimo, a Mel B, ao invés de três, como no USA rs

Então vamos aos candidatos que prestam:


Reece Mastin - Winner


É, mais um vencedor masculino, não é uma novidade, né? Por outro lado, Reece foi um ótimo candidato e mesmo com seus deslizes, tinha uma voz e personalidade excelentes. Sem falar que ele conseguiu quebrar quase todos as "maldições" de programas do tipo, tendo ganhado a temporada com um bottom nas costas e mesmo tendo cantado "Feeling Good" (a música amaldiçoada para muitos). Entre as boas apresentações dele temos Dream On, She Will Be Loved, Joker & The Thief e Breakeven.


Three Wishez - 4º Lugar


Não acho eles tão bons quanto a maioria acha. Eles são legais, ela canta bem, são animados, modernos, mas os dois outros são um atraso pra vida dessa menina. Ela é excelente e poderia muito bem ser um solo act, já que as girls esse ano eram péssimas. Eles tiveram boas apresentações e até mereciam ir para a final, já que os outros dois acts que foram para a final, além do Reece, eram péssimos. Dentre as apresentações decentes deles temos Numb/Encore, Turning Tables e In The Air Tonight.


Declan Sykes - 5º Lugar


Ele é o mais overrated de toda a temporada. Uma voz excelente, mas ele é tão forçado para ser "o diferente" e o "weirdo" que fica ridículo. É até irritante como ele força a barra pra parecer o alternativo, como foi em I Write Sins Not Tragedies, na qual a voz dele ficou péssima. Por outro lado, ele tem um timbre interessante. Rendeu umas apresentações consideradas boas pela maioria, como Smells Like Teen Spirit, Fall At Your Feet, Help! e Uprising.


Audio Vixen - 9º Lugar


O melhor grupo e talvez o melhor act da competição, sendo eliminado injustamente contra Johnny Ruffo. Eles não eram os mais modernos, ou os mais bonitos, mas as apresentações deles eram, de alguma forma, interessantes e te prendiam a atenção. O melhor grupo ironicamente sendo o primeiro eliminado da categoria. Dentre suas apresentações marcantes, temos Somebody To Love, no bottom, Viva La Vida e Valerie.


Tirando esses, não tem nenhum act que valha a pena ser destacado. Tivemos três girls fraquíssimas, sendo duas delas rockers wanabe, Jacqui Newland que foi sabotada pela Mel, para não prejudicar a "roqueira da edição", Christina Parie, que era fraquíssima. A outra girl, Tyla Bertolli, foi a mais prejudicada porque, além de ser a pior girl, ainda sofreu com as péssimas escolhas da Mel B. Também tivemos o vexame, Johnny Ruffo, e o medíocre Mitchell Callaway que foram arrastadíssimos pelos votos femininos. Também tivemos o trio multirracial ridículo, Young Man Society, a primeira eliminada que achou que era Chapeuzinho Vermelho, mas não tão foi mal apesar de ter esquecido metade da letra, Cleo Howman e o velho arrastado, Andrew Wishart. Bom, é isso, pensando bem, acho que esse foi pior que o X Factor Alemanha, mas agora já era. Vamos ao...



Ah, a França... Bom, o X Factor França é aquele X Factor que está bem no meio. Não é o pior, mas nem o melhor. Vamos cortar o papo e ir direto aos candidatos que valem a pena. Sem ordem de preferência:


Matthew Raymond-Barker - Winner


Bom, Matthew é outro para entrar na lista dos Male Winners previsíveis, mas o caso dele é um pouco diferente. Ele só tem o visual desses winners típicos, mas ele é muito diferente, é solto no palco, não canta o mesmo tipo de música dos Lee DeWyzes da vida e é um pouco afeminado (o que pra mim faria ele perder a vaga de Male Winner para outro, como o Raphaël, vai saber). Bom, ele é um dos poucos que eu realmente curtia e gostava de assistir. Diferente do ganhador do X Factor Alemanha, Matthew teve uma trajetória excelente, nada previsível e estável, com poucos deslizes. Entre suas melhores apresentações podemos destacar Man In The Mirror, One, Time After Time e Viva La Vida. Como momentos não tão felizes, podemos destacar as inesperadas apresentações de Single Ladies e o enorme mashup de Love The Way You Lie/Tik Tok/Don't Stop The Music.


Marina D'Amico - Runner Up


A fofa da Marina. Uma voz linda, uma menina linda, mas um problema: não tinha muita personalidade. Semana após semana Marina rendeu boas apresentações, mas não tinha muita conexão entre elas. De I'll Be There até Only Girl (In The World), a qualidade era mantida, mas nunca tinha aquele brilho da artista. Suas boas apresentações, como It's a Man's Man's Man's World e Fuckin' Perfect não exigiram muita personalidade, porém, músicas que o fizeram, como Purple Rain e It's Oh So Quiet, foram a perdição da menina, sem falar no inglês dela que nem sempre ajudava. Apesar de tudo, Marina é boa, né.


Maryvette Lair -3º Lugar


Own. Maryvette é o tipo de act que ninguém acredita que vai longe, porque é muito boa. Ela é muito alternativa para esse tipo de programa, por outro lado, ela cantava muitas músicas francesas, então isso pode ter ajudado, já que era uma das poucas. Era minha favorita e a que, pra mim, merecia mesmo levar o prêmio, mesmo achando os outros dois bons. Para listar suas melhores apresentações, eu teria que colocar praticamente todas, então aqui vão algumas: Bang Bang, Si J'avais Un Marteau, Can't Get You Out Of My Head, I Want You Back, Déshabillez-moi e L'accordéoniste.


Sarah Manesse -4º Lugar


Outra mocinha muito boa, mas que talvez tenha saído na hora certa. Talvez ela fosse melhor do que a Marina, não sei. O bom desse Top 4 é que todos eram ótimos, cada um do seu jeito, é até difícil dizer quem merecia qual colocação. Pra mim só a Maryvette estava um nível acima, o resto estava no mesmo patamar. Alguns destaques da Sarah na competição foram Creep, Your Song, Feeling Good e Sweet Dreams (Are Made Of This)/Shout.


Florian Giustiniani - 5º Lugar


Ele não combina com a voz que tem, gente. Essa cara de criança com um vozeirão, não cola rs Por outro lado, o menino é bom, o que prejudicou foram as escolhas durante o programa. Nunca surpreendia e quando o fazia, era da pior maneira possível. Dentre seus destaques no X Factor temos Me and Mrs Jones e S.O.S. D'un Terrien En Détresse. Mas também, tivemos coisas como uma apresentação catastrófica de Baby.


Bérénice Schleret - 10º Lugar


A fofa da Bérénice não teve tempo de mostrar muito, mas suas três únicas apresentações foram capazes de mostrar o potencial da moça, que tem uma voz lindísima e uma sensibilidade incrível. Suas três apresentações foram Mon Vieux, I Still Haven't Found What I'm Looking For e Osez Joséphine.


Que valha a pena conferir mesmo, só esses seis acts. Mas tivemos grupos péssimos como Omega, e grupos arrastadíssimos, como 2nd Nature. Como um X Factor não é X Factor sem seu joke act, tivemos mais uma versão do Diva Fever, os Twem, que já passaram pelo X Factor UK. Além dos grupos, tínhamos Raphaël Herrerias, que era a minha aposta de vencedor bland, por ser LeeDeWyzístico. Também tínhamos uma Diva Disco Bland, Cécile Courdec e outro Winner em potencial, Vincent Léoty. Atenção, alguns vídeos estão com os nomes da apresentação e dos candidatos, no título, trocados, mas o vídeo está correto.

Passando dos X Factors moderadamente bons para os realmente bons, vamos ao próximo X Factor...



Sim! Países Baixos, aquele lugar que você nunca se lembra, mas que tem um X Factor excelente. O X Factor 2010 não foi dos melhores e até enganou quem pensava que o 2011 seguiria a mesma linha. Mas apesar de tudo, tivemos um X Factor muito bom. Mais uma vez, vamos aos bons candidatos:


Rochelle Perts - Winner


Rochelle foi a ganhadora do programa e segue aquela linha Fierce Diva, que todos conhecemos, mas ela é tão boa que até pessoas que, como eu, detestam divas, acabam se encantando, porque ela não é clichê. Uma voz poderosa, uma presença de palco marcante e ótimas apresentações garantiram a vitória à ela. De suas melhores podemos listar Fever, Nothin' On You, You Had Me, Clocks e Upgrade/Rude Boy. Sem falar no Winner Single, No Air (e a Studio Version).


Adlicious - Runner Up


Eles são o grupo que o Three Wishez tentou ser. Cantam bem, têm presença, têm estilo, carisma, são contemporâneos e eram meus favoritos. Sempre moderninhos e com coreografias eles conquistaram tanto o público que chegaram até a final e com uma trajetória excelente. Nenhuma apresentação deles foi ruim, inclusive foram todas ótimas, mas merecem ser comentadas: Telephone, Black or White, Free Your Mind, Bohemian Rhapsody, Hey Jude, Halo e Earth's Song.
E, só para não ficar sem comentar, eles cantaram uma música muito nossa, em um Mashup: Mas Que Nada/Conga. O Winner Single deles foi Maniac (que também saiu a Studio Version).


Rolf Wienk - 3º Lugar


É até estranho ver o último boy ficar de fora da final, acho que ninguém espera isso. Apesar de não ser o melhor boy de todos os tempos, Rolf era extremametne agradável, com uma voz bonita e algumas apresentações boas. Faltava um pouco de estilo para o menino, já que as apresentações dele, apesar de boas às vezes não tinham muito a ver. Vale destacar apresentações como All By Myself, The Man Who Can't Be Moved e Feeling Good.


Sim 'Ran - 4º Lugar


Se você gosta de divas, esse grupo é pra você. Três divas juntas, no lugar de um act. Negras e poderosas, é como eu consigo descrevê-las. Cantam bem, tem presença e até são contemporâneas, além de serem pessoas fofíssimas. E as meninas passaram por vários bottoms 2 durante o programa, sendo 4 deles seguidos (sendo eliminadas no quarto). Dentre suas melhores apresentações, tivemos Déjà Vu, California King Bed, Emotions e Nothing Else Matters.


Sway - 7º Lugar


Fofas. Essas meninas são lindinhas, talentosas e fofíssimas. Não eram o melhor grupo, porque ainda eram muito "verdinhas" para a competição, mas renderam algumas boas apresentações como Hit The Road Jack e o Mashup de Dreamgirls. Mas apesar de tudo, eram um act muito promissor que podia ter tido uma trajetória melhor, com escolhas melhores.

Além de todos esses, tivemos alguns acts que não eram necessariamente ruins, mas não conseguiram brilhar como deveriam/podiam. Um deles é a versão (não tão) mais bonita do Matt Cardle, Pyke Pos, que tinha uma voz bonita e teve umas boas performances, mas não vingou. Tínhamos também Jessica Mougin que, apesar de muito boa, nunca surpreendeu e caiu na mesmice. Outra que não mostrou tudo o que tinha (porque foi injustamente elimianda cedo) foi Jantine Mak, que tinha uma voz lindíssima, mas parece que não agradou ao povo.
E podemos listar de uma vez só, aqueles que tinham boas vozes, mas eram extremamente boring: o cute boy da edição, Tim Suyderhoud, a pseudo diva que não vingou, Tania Christoper, o aleatório eliminado na primeira semana, Jesse Zwaan e o esquisito/assustador Ed Ruyer.

Agora vamos ao último X Factor e, na minha humilde opinião, o melhor...



Quem diria que a Dinamarca poderia ter um dos melhores X Factors do mundo. Infelizmente, o melhor X Factor tem apenas 9 acts na fase de Live Shows, o que é triste, porque a gente sempre imagina os talentos que perdemos, mas é bom, porque não entram acts como Frankie Cocozza ou Simone Battle, só pra preencher o número de vagas. O X Factor Dinamarca é tão lindo que você acaba torcendo para tipos de candidatos que você nunca torceu ou gostou. Vamos ao que interessa, os candidatos:


Sarah - Winner


Infelizmente, o problema do X Factor Dinamarca é que o vencedor nunca é tão bom e essa temporada foi a maior prova disso, com um dos piores vencedores do ano. Sarah não é a pior cantora do mundo, nem a pior performer, mas comparado ao resto do Top 9, ela não deveria estar nem no Top 5. Ela é a típica candidata lésbica masculina com rostinho de bebê (a lá Justin Bieber?) que tem uma voz arranhada, mas não tem variedade e tem aquela personalidade clichê e fake. Dentre as boas apresentações dela temos Come Together, Sweet Dreams (Are Made Of This) e Fuckin' Perfect. Por outro lado, ela teve seus bons deslizes com Raise Your Glass, Save Me From Myself e The Climb.


Annelouise - Runner Up


No X Factor Dinamarca os acts são chamados só pelo primeiro nome mesmo, não sei o porquê. Annelouise é o tipo de candidata que só iria longe se estivesse em algum lugar como Suécia ou Dinamarca, onde os candidatos únicos e diferentes agradam o público. A voz dela é lindíssima, um timbre delicado e maravilhoso, quase divino. Além das apresentações sempre interessantes e hipnotizantes. Sem falar que ela entrou nos Live Shows como filler, por não ter aparecido muito , mas foi conquistando seu espaço. Estão entre suas melhores performances Golden Slumbers, Creep, Nothing Compares 2 U, Sweet Child O' Mine, Breathe Me e o dueto com a Fallulah (que é maravilhosa) cantando I Lay My Head/Out Of It.


Patricia - 4º Lugar


Favorita da temporada! Patricia já era uma artista completa quando entrou no programa e isso só ficou comprovado semana após semana. Tudo bem que ela tem um estilo e voz muito peculiares, o que não agrada a todos, mas tudo nela está pronto e funciona de um jeito estranho e maravilhoso e ela ainda consegue ser sexy. E o melhor de tudo, sempre cantando versões bem diferentes de músicas como You're The One That I Want, While My Guitar Gently Weeps, Uden Hinanden, Song 2 e Feeling Good, que infelizmente só temos o áudio.


Rikke Og Trine - 5º Lugar


Ah, as gêmeas fofas. São maravilhosas essas meninas, são esquisitas, estilosas, engraçadinhas e com personalidades super marcantes. Elas não eram as mais amadas, talvez por serem meio alternativas e estranhas, mas nos proprcionaram umas boas apresentações e bem criativas como You're Not Alone, Riverside, Love Will Tear Us Apart e Here Comes The Sun.


Bom, como tem apenas 9 acts, podemos parar por aqui e mencionar os outros brevemente, já que não tiveram tantas apresentações. Dos machos, tivemos o pirralho irritante que foi pra final sem merecer, Babou, o boy que teria o amor das meninas, mas que era talentoso, Ramus, e o chato e irritante do Ercan. Só faltou mencionar os dois outros grupos, que não eram tão bons, mas não eram ruins: DeeVibez, uma versão dinamarquesa do Sim 'Ran, com três negras fierces que saíram na primeira semana, mas podiam ter ficado mais e o duo que nos faz lembrar do BenMan, mas que não são tão bons, o JR.



Bom, é isso, acho que com esse post podemos mostrar que, apesar do X Factor USA ter sido péssimo, não é culpa do programa ou do formato em si, já que temos versões excelentes pelo mundo todo. E se vocês curtiram algum X Factor, procurem por outras temporadas, porque eu posso garantir que tiveram bons candidatos, como Jesper Boesgaard, The Fireflies, Anna Faroe, Alien Beat Club, Sally Chatfield e por aí vai...

Um dia perfeito para fazer esse pequeno post, assim nós entramos em 2012 com muitas esperanças de que poderemos ter um X Factor USA melhor no próximo ano. E então, de qual X Factor vocês mais gostaram? Qual act chamou mais a atenção de vocês?

30 comentários:

Anônimo disse...

Excelente post! Engraçado como a maioria dos male winners tem o mesmo perfil...Adorei Annelouise, Patricia, BenMan(o guri canta sorrindo!)e a Sarah Manesse.

Anônimo disse...

Vou procurar sobre essas outras versões do programa, o primeiro e único que vi foi apenas o USA. Confesso que fiquei chocado por terem achado tão péssimo, acts como Drew, Astro, Melanie, Josh, enfim, são muito bons e com bastante personalidade. Pra mim apesar de o programa não ter a voz como principal exigência, não só foi melhor nesse aspecto que as ultimas temporadas de Idol, como a competição em geral, que realmente me interessou e me levou até a final. Não achei péssimo, apesar de uma belas cagadas do Simon e da Nicole como mentores, achei que como jurados eles fizeram um bom trabalho e não acho o apresentador tão ruim como pintam por ai, pelo menos quando o comparo com o Carson Daly, falando nele, The Voice teve bons talentos e um formato interessante, mas ainda tenho o X Factor como talent show favorito, apesar de ter curtido a ultima temporada (só vejo esses 3 shows) but that's just me ...

Legey ;) on 4 de janeiro de 2012 03:12 disse...

Bom, eu também exagero pra fazer graça quando digo que o USA foi péssimo. Tinham bons candidatos, só acho que a temporada podia ser MUITO melhor do que foi.
E, como sou muito fã de várias outras versões do XF, eu acabo comparando o XF USA com boas versões que tem por aí e acho o USA pior que a maioria delas. Mas é o primeiro ano e se Deus quiser vai tudo melhorar. Eu adoro o formato e torço pra dar certo. O primeiro passo agora é renovar a bancada de jurados e o apresentador haha

Heriko disse...

Fica a dica: esse ano teremos o X Factor Portugal. Levando em consideração que o Idol de lá sempre apresentou boas surpresas, tanto na qualidade do programa quanto no talento da maioria dos candidatos e tbém contando q o The Voice deles tbem não tem feito feio, acho q podemos esperar por uma boa versão da franquia X Factor.

Legey ;) on 4 de janeiro de 2012 13:08 disse...

Esse ano também teremos X Factor Suécia! O Idol Sueco é sempre excelente, espero que o XF também seja :)

Anônimo disse...

O melhor X Factor pra mim ainda é o UK.

Anônimo disse...

Que post maravilhoso!

o post ficou enorme, imagina só se tivessem colocado nesse post os candidatos do X Factor UK ia ficar gigantesco o post

Bruno Barreto disse...

Muito bom o post!! MUITO mesmo!! Gostei demais do vencedor australiano... Reece Mastin... voces nao conseguem os downloads de audio dele nao??

Anônimo disse...

será que esse matthew raymond-barker é gay? lindo demais e canta mmmmt

Anônimo disse...

Adorei a Maryvette Lair, do X Factor da França! *-*

Anônimo disse...

The voice eu só assistia pra ver a Christina cantando e no finalzinho eu gostei da Vicci Martinez e tomei ódio mortal ao Adam Levine e Maroon 5. Se eles prolongarem o show para = o American Idol, talvez eles consigam superar porque Christina + CeeLo = Foda.

XFactor sempre é muito fraco, de todos esse ano só gostei realmente da Kitty (XFUK), Melanie (XFUS), Tora (XFUS), Josh (XFUS), Sophie (XFUK), Rochele (XFHL), Patricia (XFDN), Sin'rain (XFHL). Aqueles dançarinos e coreografias são ridículas e acaba parecendo aqueles showzinhos de talentos tpw America's got talent e Britain's got talent.

American Idol se for igual 2011 e 2009, vai acabar engolindo esses outros reality shows de novo. Ryan Seacrest && Steven Tyler = Perfect.

Anônimo disse...

Astro é bom? ele nem canta!

Legey ;) on 5 de janeiro de 2012 18:20 disse...

Nossa, já eu acho que o AI é muito fraco, por que ele sim fica parecendo show de talentos, com os candidatos no meio do palco, sem muita produção, sem banda e tudo, só indo lá pra mostrar o que sabem fazer. O X Factor me parece mais "show", tira essa aparência de programa do Raul Gil...

E pra mim a bancada do AI caiu muito depois que tiraram Kara e Simon. Gosto do Steven e Ryan é um excelente apresentador, mas não acho que eles consigam compensar a falta de carisma e coerência dos outros dois jurados.

Anônimo disse...

Gostei de um post do Legey (para variar um pouco!). ahahaha

Gostei MUITO das versões francesa, holandesa e dinamarquesa do programa. Bons talentos mesmo.

Quanto ao formato, pra mim não tem comparação. Detesto a grande maioria dos números preparados pro X Factor. Só o palco que acho sensacional.
E coerência falta é no X Factor US. MT fracos os jurados, nossa sra.

Anônimo disse...

O Astro é bom sim ué, ruim para o Idol e Voice, mas o XF quer um ARTISTA e ele faz rap, como muitos artistas de sucesso. Ali eles querem o fator X pra atrair multidões, não "A Voz". Ele não é meu favorito, mas o respeito como artista...

Anônimo disse...

Eu gosto das performances do XF, algumas podem ser bem "corny", como as do Josh envolvendo dança no US, mas outras podem ser facilmente comparadas com as de artistas famosos em awards shows, não vejo nada brega ali, mas sim, uma puta produção.... Quanto ao Idol, realmente, tem bem mais cara de Raul Gil, o cantor tem que ser sensacional mesmo pra se destacar (como a Haley era)

Anônimo disse...

Acho que ano que vem o The voice vai voltar prolongado, o que vai bater de frente com o American Idol.

Já o XFactor, eu lhe digo que só lembro das apresentações da Leona Lewis que dispensava qualquer tipo de coreografia e "efeitos especiais", o que tornava as apresentações iguais ao "raul gil". Ou seja, eu gosto desse tipo de formato onde a pessoa sustenta uma plateia enorme apenas com a voz (Adele no momento) e tenho antipatia com aqueles que tentam enfiar muita coisa nos shows por faltar voz (Lady Gaga, Katy Perry, Rihanna no momento).

Ano de 2011 foi assim.. para mim
American Idol > The Voice = XFactor

Legey ;) on 6 de janeiro de 2012 12:50 disse...

Na verdade eu acho legal, no X Factor, o fato de que o candidato tem tanta coisa disponível pra usar, mas que ele pode recusar e fazer apresentações como do AI, só com o candidato cantando e sem firulas.
E é fato que essas coreografias e efeitos podem ser mal usados e podem tornar a apresentação cafona, já tivemos muitos exemplos... Por outro lado, também tem ótimas apresentações, que são dignas de grandes Awards haha

Legey ;) on 6 de janeiro de 2012 12:51 disse...

Mas concordo, no ano de 2011, no US, o AI deu de mil nos outros pelo talento (Haley <3) hahah

Bruno Batiston on 6 de janeiro de 2012 13:35 disse...

JÁ JÁ SAI O CLIPE DE "WANT U BACK" DA CHER LLOYD COM PARTICIPAÇÃO DO ASTRO DO X FACTOR USA!!! ESPERO DO FUNDO DO CORAÇÃO QUE VOCÊS NÃO DEIXEM DE NOTICIAR ISSO, EINNNNN

Anônimo disse...

Também acho X Factor parecido com America's got talent. Muito cheesy.

Anônimo disse...

Dava pro xfactor ser melhor, se os interesses dos jurados não prejudicassem a competição. Como por exemplo, colocar 3 acts bons e 1 horrível no top 16 é meio que ÓBVIO e sem surpresa alguma.

Depois cada jurado sabota os candidatos adversários e eu acho isso uma coisa tão sem noção que acaba sendo como disseram no começo, igual o America's got talent. E o fato dos juradores escolherem quem vai sair do bottom não adianta nada, só vi isso acontecer bem mesmo com a Kitty do Xfactor UK..

Essa coisa de mentor que Xfactor e the voice tem não me agrada.. devia ser candidato por candidato sem influencia de um só mentor, como aconteceu com o vencedor do The Voice e seu mentor que pediu ajuda ao seu amigo pirralho Justin Bieber para arrecadar votos para o Javier. Odio mortal ao Adam Levine [2]

A unica coisa que xfactor tem de bom para mim é o premio que é bem apetitoso e a possibilidade de ter grupos (isso é bom ou ruim? sei la).

poli disse...

legey, mentira q vc acompanha todos essas versões do x-factor!!!! sério????????? aonde vc acha pra baixar? e como vc acha tempo pra acompanhar tudo??? bem q eu keria conseguir ver o americano e o britânico viu, mas nem sonhando consigo...sério q vc acompanha todos esses q vc postou??? e parabéns pelo post...excelente!

Bárbara Chantal on 6 de janeiro de 2012 21:55 disse...

Pronto, ja me viciei em Adlicious e Maryvette Lair!

Anônimo disse...

onde acho as musicas do Matthew Raymond-Barker pra baixar?

Willian :) on 7 de janeiro de 2012 06:57 disse...

Muito bom post! :D

Legey ;) on 7 de janeiro de 2012 18:07 disse...

Então, acompanhar mesmo, só acompanho o Australia, o UK, o USA e o Dinamarca. Eu não acho para baixar, eu vejo só os vídeos no youtube mesmo, com ajuda do wikipedia pra saber os elimiandos e tudo mais...

Quanto aos áudios, eu nunca consegui achar para download :(

Anônimo disse...

A Rochelle foi a que eu mais gostei!

a Cher Lloyd lançou um clip com participaçao do Astro, deve ter dedo do L.A Reid.

Kelly Clarkson será mentora no The Voice intão quem estava esperando ela no X Factor USA no lugar da Nicole como foi especulado axo ja pode esquecer

Anônimo disse...

pessoal do coloca, vcs sabem qndo começa a tour do pessoal do X Factor UK?

Anônimo disse...

Nossa os melhores do ano sem dúvida foram o Xfactor Uk, amei as Litle MIx, terem ganho, também tinhas as ótimas Kity,Misha B e Amelia Lily, foi tudo de bom esse ano.


Não conhecia estes todos ai citados, mas adorei o XFactor Países Baixos pra mim foi ótimo viciei nas apresentações dos Adlicious, eles são d++, deveriam ter ganho, mesmo a Rochelle Perts sendo ótima também.

O Xfactor Da França parece ter sido ótimo também, adorei os quatro primeiros colocados.
So eu achei a Marina D'Amico muito parecida com a kristen stewart.
achei o Matthew Raymond-Barker um luxo, tudo de bom... Mereceu ganhar, mesmo que se ganhasse qualquer um dos quatro seria justo!!

Agora a versão Us deixou a desejar mesmo, vai ter q melhorar bastante pra tentar competir com o Amerecan Idol ou The voice, que são muito bons...
Ah única que me cativou foi a Rachel Crow, que saiu precocemente por culpa da Nicole, odio mortal, vamos ver se neste ano melhora...

Postar um comentário

 

Quem Coloca no Idol

  • Twitter do Geo
  • Twitter da Binha
  • Twitter do Danilo
  • Twitter do Guto
  • Twitter do Zeca
  • Twitter do Marcelo
  • Twitter da Camila
  • Twitter da Julia

Coloca | [LOGIN] | | [CRIAR NOVO POST] | | [EDITAR POSTAGENS] | | [MODERAR COMENTÁRIOS] |